Statkraft e Aker Horizons fazem parceria para explorar oportunidades verdes de hidrogênio e amônia no Brasil

75

Written by:

Statkraft e a Aker Horizons, por meio de sua empresa de portfólio Aker Clean Hydrogen, assinaram acordos de colaboração para explorar conjuntamente oportunidades de produção de hidrogênio verde e amônia no Brasil.

A colaboração reúne a Aker Clean Hydrogen, uma produtora global integrada de hidrogênio, amônia e metanol, com 180 anos de herança industrial, e a Statkraft, uma das principais desenvolvedoras e geradoras de energia renovável com uma experiência e presença substancial no Brasil.

“Com considerável produção de energia renovável e atividades de mercado no Brasil, a Statkraft está bem posicionada para capturar oportunidades de hidrogênio verde nesse enorme e importante mercado de energia. Desenvolver essas oportunidades nos ajuda a crescer nossos negócios e reduz as emissões de gases de efeito estufa no Brasil”, explica Jürgen Tzschoppe, vice-presidente executivo da Statkraft, na Noruega.

No Brasil, a Aker Clean Hydrogen, a Statkraft e a Sowitec, empresa especializada no desenvolvimento de ativos eólicos renováveis e solares, desenvolverão conjuntamente projetos Power-to-X (P2X) no estado da Bahia. A primeira oportunidade de projeto a ser perseguida é um projeto híbrido em larga escala, que combina geração de energia renovável, e produção de hidrogênio e amônia para a indústria local de fertilizantes.

O Brasil é o quarto maior consumidor mundial de fertilizantes, respondendo por cerca de 8% da demanda global. Atualmente, o país importa mais de 80% de seu consumo. Recentemente, o governo brasileiro promulgou seu Plano Nacional de Fertilizantes 2022-2050, buscando reduzir a dependência brasileira de fertilizantes importados, atraindo e apoiando investimentos estrangeiros.

O estado da Bahia possui recursos renováveis favoráveis da energia eólica e solar e uma forte indústria agrícola que importa grandes quantidades de fertilizantes cinzas à base de combustíveis fósseis. A substituição da amônia cinzenta importada por amônia verde produzida localmente apoiará a descarbonização da indústria agrícola local e reduzirá a dependência de importação, ao mesmo tempo em que cria novas oportunidades industriais verdes. O projeto está previsto para ser operacional comercial até 2027.

“Estamos entusiasmados em unir forças com a Statkraft para acelerar a transição de soluções cinza para verde no Brasil”, disse Knut Nyborg, diretor executivo da Aker Clean Hydrogen. “Os potenciais benefícios ambientais com a descarbonização de indústrias de difícil redução, como a indústria de fertilizantes no Brasil, são substanciais. O Brasil é um grande consumidor de hidrogênio, tem políticas governamentais de apoio e se beneficia de recursos de energia renovável de classe mundial, que oferecem oportunidades significativas para a produção de hidrogênio verde e amônia”.

“A Statkraft enxerga o hidrogênio verde como parte de nossa missão de fornecer energia pura e acelerar a transição energética para fazer frente aos desafios climáticos do planeta. O Brasil tem grande potencial para se tornar uma referência mundial com sua matriz limpa e recursos abundantes, e nós queremos participar desse crescimento explorando as oportunidades que essa fonte limpa apresenta no país”, destaca Fernando De Lapuerta, presidente da Statkraft no Brasil.

 

Sobre a Statkraft

Statkraft é uma empresa global, líder em energia hidrelétrica internacionalmente, e a maior geradora de energia renovável da Europa. A companhia acumula mais de 125 anos de experiência no mercado e está presente em 19 países.

Com ações pautadas pela ética e a transparência, a empresa está presente no Brasil desde 2012. Sua sede está sediada Florianópolis, em Santa Catarina (SC). Atualmente, controla 18 ativos de geração renovável no país, com cerca de 450 megawatts (MW) de potência instalada. A Statkraft está construindo o Complexo Eólico Ventos de Santa Eugênia, localizado na Bahia.  A usina será a maior da companhia na América Latina. O projeto deve gerar quase 2,3 Terawatt-hora (TWh) de energia renovável por ano, o suficiente para abastecer 1,17 milhão de residências brasileiras.

A empresa é a primeira geradora a oferecer energia renovável rastreável com garantia de origem no Brasil e na Índia. O Certificado Internacional de Energia Renovável (I-REC) ajuda a empresa a certificar a origem da energia e garante que a operação é sustentável, com respeito às regras e aos procedimentos da International REC Standard. Essa é uma instituição que certifica rastreamento de atributos de eletricidade (RECs) internacionalmente reconhecidos, comercializáveis e confiáveis.

Além de gerar energia limpa por meio de fontes renováveis, a Statkraft tem uma comercializadora, localizada no Rio de Janeiro, que atende a clientes de diversos segmentos, situados em todo o Brasil.

Contribuir para um mundo mais verde, ao prover energia pura, pautada pelos valores de segurança e respeito à vida, às pessoas e ao meio ambiente, são os objetivos da companhia.

https://www.statkraft.com/

https://www.statkraft.com.br/ 

: